Ortorexia Nervosa

A ortorexia trata-se de um comportamento obsessivo patológico onde ocorre a fixação pela saúde alimentar. Embora ainda não seja reconhecido oficialmente como um transtorno, a ortorexia tem mostrado padrões bastante semelhantes aos transtornos alimentares. São indivíduos que refletem excessivamente antes de escolher seus alimentos, leem incansáveis vezes os rótulos dos alimentos para não correr o risco de sair de determinada dieta. Acontece que muitas pessoas nessas condições acabam por não se alimentar, pular refeições em razão das poucas opções de alimentos saudáveis.

Torna-se polêmica a caracterização deste transtorno uma vez que a preocupação está voltada para a saúde e boa alimentação. Entretanto, muitas dessas pessoas colocam a alimentação como prioridade máxima sobre todas as escolhas e hábitos da vida, uma obsessão que, geralmente, a afasta de amigos e familiares e, também, leva a oscilações de humor quando não ‘saciado’ por conta da falta de opções disponíveis.

De modo geral, são pessoas que na busca de uma dieta perfeita optam por viver exclusivamente para isso, abrindo mão de vivenciar momentos agradáveis com pessoas que ama unicamente por não compartilharem dos mesmos hábitos alimentares.

Sintomas da ortorexia nervosa:

As pessoas com Ortorexia nervosa se recusam a consumir alimentos com condimentos, conservantes ou corantes, muito utilizados principalmente em alimentos industrializados.

Elas excluem qualquer possibilidade de ingestão de alimentos geneticamente modificados ou pesticidas.

Quando convivem com essa obsessão, as pessoas com ortorexia nervosa excluem de forma radical a possibilidade de consumo de sal, açúcar e gordura, o que muitas vezes leva-os à exclusão de alimentos ricos em gorduras boas para o organismo.

Elas estão obcecadas com a forma de preparo e a composição dos alimentos.

Quando oferecidos, recusam alimentos que não se enquadram no grupo de alimentos permitidos em sua dieta restrita.

Quando decididas, as pessoas com ortorexia nervosa dedicam-se integralmente à dieta e não medem esforços, independente do preço a ser pago.

Quando não conseguem resistir a uma exceção, essas pessoas se culpam e se repreendem como se um crime fosse cometido, o que muitas vezes pode levar a momentos de sentimento de derrota e depressivos.

Essas pessoas deixam de respeitar o equilíbrio saudável que a variedade de alimentos pode oferecer, o que pode resultar em desnutrição e principalmente em mais momentos de fome durante o dia.

Há casos em que pessoas deixam de confiar nos profissionais da saúde e decidem inclusive adequar uma nova dieta de acordo com seus conhecimentos errôneos e influenciados pelo desejo infundável de conquistar o corpo sonhado.

Frequentemente criticam o estilo de vida das demais pessoas e desvalorizam qualquer hábito que não se adeque às finalidades que são priorizadas pela dieta equivocadamente reconhecida como “saudável”.

Distanciam-se dos âmbitos sociais e podem inclusive perder vínculos com amigos e familiares devido à dificuldade de aceitação da continuidade de rotinas vividas anteriormente com a ingestão de diversos alimentos que então se tornaram “proibidos”.

A dificuldade de aceitação de uma refeição não se limita aos valores nutritivos dos alimentos, mas pessoas com ortorexia nervosa também resistem em aceitar refeições preparadas por terceiros.

A perda de peso excessiva sem seguir uma dieta indicada e aprovada pode ser um dos sintomas de início de Ortorexia.

Artigos relacionados