Psicodinâmica dos Indivíduos

A psicodinâmica surgiu no século XIX por meio dos trabalhos de Sigmund Freud. Sua contribuição ainda é notória até os dias de hoje, quando reconhece que o comportamento humano, por natureza, não é totalmente racional e que suas ações também são pulsionadas por fatores não acessíveis à consciência. Posteriormente, as teorias de Freud foram ampliadas por diversos autores e seus estudos sobre a psicodinâmica dos indivíduos influenciou muitas áreas da psicologia. Sobretudo, reforçou a importância da capacidade de observação do psicólogo em relação aos conflitos internos que provocam angústia ao paciente.

A psicodinâmica faz parte da teoria psicanalítica, que considera o comportamento de cada indivíduo como expressão de diversas e diferentes forças internas que, por sua vez, atuam de modo a diluir seus instintos, pulsões, necessidades interiores, bem como, imposições e exigências do mundo externo social. Para todo o efeito, todo esse comportamento busca diminuir as tensões internas entre estes instintos inconscientes.

Artigos relacionados