Por que ir a um psicanalista?

À luz dos estudos do neurologista austríaco Sigmund Freud, observou-se que apenas o fato falar associando fatos, ideias, memórias, sonhos etc, acaba-se por revelar importantes traumas que assombravam a vida de muitos indivíduos. Aos ouvidos do psicanalista é possível entender comportamentos herdados durante o desenvolvimento tanto afetivo quanto social. Algumas dessas pessoas carregam consigo para a fase adulta medos, angústias e fobias que, por fim, tendem a culminar em transtornos mentais.

Infelizmente, o que chamamos de inconscientemente cria mecanismos, conhecidos como mecanismo de defesa, e tende a não se aprofundar em determinados assuntos. Com a ajuda da psicóloga é possível retomar – mesmo que “sem querer” – episódios e situações que pareciam inofensivos e dar luz a traumas marcantes.

A partir daí, o profissional de psicologia ajuda a entender o contexto em que os fatos se deram e a estabelecer uma nova ótica às experiências negativas. Sobretudo, possibilitar uma visão mais real e tolerável, onde o paciente é protagonista de sua própria história.

Artigos relacionados